REVISTA ELETRÔNICA DA ABDF https://revista.abdf.org.br/abdf <p>A Revista Eletrônica da Associação dos Bibliotecários e Profissionais da Ciência da&nbsp;Informação do Distrito Federal (Revista Eletrônica da ABDF) é uma publicação de natureza&nbsp;técnica e informativa, com o objetivo de divulgar conhecimento científico, tecnológico e&nbsp;aplicado, bem como de promover a troca de experiências de estudantes e profissionais,&nbsp;especialmente arquivistas, bibliotecários, museólogos, pós-graduados em Ciência da&nbsp;Informação e ciências afins.</p> pt-BR REVISTA ELETRÔNICA DA ABDF 2447-5750 Apresentação https://revista.abdf.org.br/abdf/article/view/145 Comitê Editorial da Revista Eletrônica da ABDF ##submission.copyrightStatement## 2020-11-26 2020-11-26 4 Especial 1 1 Editorial https://revista.abdf.org.br/abdf/article/view/146 Adriana Gómez Gómez Llorente Fabiano Cataldo de Azevedo ##submission.copyrightStatement## 2020-11-26 2020-11-26 4 Especial 2 17 Expediente https://revista.abdf.org.br/abdf/article/view/147 . . ##submission.copyrightStatement## 2020-11-28 2020-11-28 4 Especial 18 20 Sumário https://revista.abdf.org.br/abdf/article/view/148 . . ##submission.copyrightStatement## 2020-11-28 2020-11-28 4 Especial 21 22 As primeiras ações de preservação da Biblioteca Imperial e Pública da Corte https://revista.abdf.org.br/abdf/article/view/121 <p><span style="font-weight: 400;">Este estudo tem o propósito de investigar as ações implementadas, como a criação da oficina de encadernação e os métodos de combate aos insetos bibliófagos, para a preservação do acervo da Bibliotheca Imperial e Pública e, em que medida, essas ações preservaram suas obras. Ações situadas na primeira metade do século XIX, em uma época onde havia poucas publicações voltadas para a proteção de acervos culturais e incipientes pesquisas na área da entomologia. Esta questão nos faz refletir sobre a responsabilidade e a assertividade das escolhas diante do problema da conservação de uma biblioteca. Contando com reduzidas informações sobre a validade de métodos e produtos e com uma pequena oficina de encadernação, esses empregados trabalharam para garantir a sobrevida da biblioteca e de seu acervo.</span></p> Thais Helena de Almeida ##submission.copyrightStatement## 2020-11-26 2020-11-26 4 Especial 23 45 Conservación preventiva y antifragilidad en las bibliotecas de la red nacional de Bibliotecas Públicas Colombianas https://revista.abdf.org.br/abdf/article/view/124 <p><span style="font-weight: 400;">Este artículo, además de compartir algunas de las experiencias que en conservación preventiva realiza la Biblioteca Nacional de Colombia desde 1996, busca establecer la situación de antifragilidad que hoy ostenta la disciplina y práctica de la conservación en las bibliotecas colombianas, en la medida en que la percepción y su aplicación es cada vez mejor, incluso en momentos de adversidad como los actualmente vividos por el impacto de la pandemia global del nuevo coronavirus.</span></p> Sandra M. Angulo Méndez ##submission.copyrightStatement## 2020-11-26 2020-11-26 4 Especial 46 65 Preservação de periódicos científicos raros https://revista.abdf.org.br/abdf/article/view/125 <p><span style="font-weight: 400;">O presente trabalho teve como objetivo a elaboração de um instrumento de seleção para avaliação de prioridades para preservação de periódicos científicos raros. O instrumento proposto visa subsidiar os bibliotecários</span> <span style="font-weight: 400;">responsáveis por acervos raros na tomada de decisão</span><strong>,</strong><span style="font-weight: 400;"> e sua aplicabilidade foi testada no acervo da Seção de Obras Raras Assuerus&nbsp;Overmeer da Biblioteca de Manguinhos/FIOCRUZ. A metodologia baseou-se em</span> <span style="font-weight: 400;">literatura consolidada existente na área</span><strong>, </strong><span style="font-weight: 400;">utilizando-se a pesquisa bibliográfica; descritiva e exploratória e as</span> <span style="font-weight: 400;">técnicas de pesquisa: abordagem materialística, avaliação de categorias/critérios, pesquisa de campo e amostragem probabilística aleatória sistemática. Na elaboração do instrumento foi utilizada a pesquisa por abordagem materialística, que apresenta uma estrutura por categorias divididas em três classes, as quais, foram ampliadas para dez classes. A sistematização das dez classes foi realizada, tendo como embasamento um quadro de avaliação das categorias/critério em uma sequência de pesos de 1 (um) a 3 (três), e o somatório final foi o parâmetro referencial, a ser considerado pelo profissional na determinação das obras prioritárias para seleção de preservação e, consequentemente, receberem os tratamentos propostos, que podem ser: a conservação preventiva, a digitalização, a microfilmagem, ou se necessário, todos os tratamentos em conjunto. O universo da amostra resultou em 13 (treze) títulos de coleções do total de 673 (seiscentos e setenta e três) existentes no acervo. Conclui-se que os resultados da aplicação do instrumento mostraram objetivamente quais periódicos científicos raros deveriam ser prioritários no momento da seleção para posterior tratamento de preservação.</span></p> Marilene Fragas Costa ##submission.copyrightStatement## 2020-11-26 2020-11-26 4 Especial 66 85 Contaminación biológica en bibliotecas, reflexiones sobre una emergencia silenciosa https://revista.abdf.org.br/abdf/article/view/126 <p><span style="font-weight: 400;">Históricamente, las bibliotecas han sido fuentes sospechosas de transmisión de enfermedades entre el público. La evidencia reciente de variados estudios ha confirmado la presencia de bacterias y hongos en el aire de las bibliotecas, libros y superficies, por lo que se han recomendado estudios epidemiológicos adicionales que investiguen la salud de los empleados y usuarios, poniéndose en contexto en relación con la acumulación de objetos en espacios cerrados y la manipulación de éstos para su conservación y restauración. La problemática de la contaminación por manipulación ha quedado en evidencia con la pandemia por COVID-19 y la forma en que las instituciones se encuentran adaptadas en cuanto a infraestructura y capacidad profesional para la contención del virus. Es conocido el deficiente estado de preservación que poseen muchos de los depósitos y lugares destinados para la guarda de libros y bienes patrimoniales. Ya en al año de 1976, el </span><em><span style="font-weight: 400;">International Centre for the Study of the Preservation and Restoration of Cultural Property</span></em><span style="font-weight: 400;"> (ICCROM) advertía, en su reunión, que el principal agente de deterioro de las colecciones son las condiciones en que se encuentran los depósitos e instruía al respecto para hacer frente a esta condición. </span><span style="font-weight: 400;">Desde la intervención directa de los libros o documentos, perteneciente al área de especialistas de la restauración de papel, se pone énfasis en el objeto o bien patrimonial, con un enfoque en los deterioros propios de los materiales, para hacer un análisis minucioso en el reconocimiento del estado de conservación y la posterior propuesta de intervención. En este ejercicio generalmente se pierde de vista la proveniencia de los bienes, ya sea por desconocimiento histórico o por hecho de que se carece de un registro inicial de las colecciones o acervos. La comprensión de la magnitud que nos afecta es el primer paso para gestionar la elaboración de planes de actualización profesional, la metodología idónea y la puesta en marcha de proyectos de estabilización de colecciones, no sólo asociados al libro, propiamente, sino a las condiciones ambientales y arquitectónicas.</span></p> Yerko Andrés Quitral ##submission.copyrightStatement## 2020-11-26 2020-11-26 4 Especial 86 101 La formación de bibliotecarios en conservación https://revista.abdf.org.br/abdf/article/view/127 <p><span style="font-weight: 400;">La conservación de los acervos documentales es una tarea de todos aquellos que de alguna manera interactúan con los documentos. </span><span style="font-weight: 400;">El perfil del bibliotecario que tiene conocimientos en conservación tendrá más herramientas para enfrentarse al ámbito laboral de manera asertiva y en beneficio de las colecciones. Y es que la conservación, en alguna medida, está dentro de las funciones sustantivas de cualquier institución que resguarda acervos documentales. Sin embargo, no basta con tener los conocimientos básicos en conservación o contar con el apoyo de un conservador-restaurador para identificar las necesidades del acervo; es necesario trabajar de manera colaborativa y conocer el funcionamiento de la institución y sus posibilidades para poder gestionar la conservación de su acervo de manera adecuada. Así, este artículo muestra – desde la experiencia de más de una década de la autora en la enseñanza y de su participación en la creación de la </span><span style="font-weight: 400;">Norma Mexicana: </span><em><span style="font-weight: 400;">NMX-R-100-SCFI-2018. Acervos Documentales </span></em><span style="font-weight: 400;">– </span><em><span style="font-weight: 400;">Lineamientos para su preservación </span></em><span style="font-weight: 400;">– la importancia que tiene, para la preservación de las colecciones, la formación de bibliotecarios en el tema de la conservación.</span></p> Adriana Gómez Llorente ##submission.copyrightStatement## 2020-11-26 2020-11-26 4 Especial 102 115 Conservação preventiva na Biblioteca de História das Ciências e da Saúde https://revista.abdf.org.br/abdf/article/view/128 <p><span style="font-weight: 400;">A conservação preventiva é uma atividade essencial nas áreas que gerenciam bens culturais. Este artigo apresenta alguns dos movimentos realizados pela Casa de Oswaldo Cruz, unidade técnico-científica responsável pela guarda e acesso aos acervos históricos da Fiocruz, desde seu surgimento em 1986 até a atualidade, na implementação de diretrizes e ações para melhores práticas de preservação do patrimônio cultural sob sua responsabilidade. Dentre elas, figuram a criação do atual Serviço de Conservação e Restauração de Documentos, a elaboração da política de preservação de acervos, o desenvolvimento de programas de tratamento técnico e de conservação-restauração e a organização de um grupo de trabalho dedicado ao gerenciamento de riscos para os acervos móveis e imóveis. Todas estas iniciativas visam balizar as atividades relativas aos acervos, e partir dessas realizações, novos conhecimentos e competências foram agregadas às ações de preservação, sobretudo no que concerne à capacidade de conjugar as ações conservativas com a gestão dos acervos.</span></p> Ana Roberta de Souza Tartaglia ##submission.copyrightStatement## 2020-11-26 2020-11-26 4 Especial 116 135 Mitigação e controle da microbiodeterioração do patrimônio bibliográfico e o incidente na Biblioteca Henrique Morize do MAST https://revista.abdf.org.br/abdf/article/view/129 <p><span style="font-weight: 400;">O artigo aborda estudos e aspectos envolvidos na prevenção da microbiodeterioração de livros e obras bibliográficas consideradas raras, especiais ou históricas. Inclui uma breve revisão bibliográfica sobre a relação entre microbiodeterioração e microclima, e também sobre controle e tratamento dos agentes fúngicos. Como exemplo, apresenta o trabalho que o LAPEL realizou no Serviço de Biblioteca e Informação Científica, em razão de um incidente com fungos, ocorrido no verão de 2018. Ratifica a influência das variações climáticas ambientais e a ausência de limpeza periódica sobre a proliferação dos agentes biodeterioradores. Conlui que a mudança de atitude, de identificação e mitigação dos danos, para a atuação por meio do monitoramento e do registro das condições ambientais, fornece elementos de comparação e um referencial de avaliação crítica, para atuação prévia e direta sobre o problema.&nbsp;</span></p> Ozana Hannesch Fernanda do Nascimento Corrêa ##submission.copyrightStatement## 2020-11-26 2020-11-26 4 Especial 136 164 A segurança física de coleções especiais https://revista.abdf.org.br/abdf/article/view/130 <p><span style="font-weight: 400;">Esse artigo tem como objetivo destacar a importância de pensar a segurança física de coleções especiais sob o ponto de vista do gerenciamento de riscos. Para isso, entende-se que coleções especiais são aquelas construídas por itens considerados importantes por um motivo específico – como seu valor monetário, histórico, patrimonial, cultural, entre outros – e, por isso, sua preservação é muito importante. O gerenciamento de riscos é entendido como uma metodologia dentro da conservação preventiva com o objetivo de evitar ou mitigar riscos negativos à coleção especial. Afirma-se, então, que a segurança física de coleções especiais pode ser pensada a partir de ações preventivas, especialmente a partir das chamadas boas práticas de segurança preventiva. As boas práticas de segurança preventiva são ações que não dependem exclusivamente de extraordinários recursos tecnológicos ou financeiros. Conclui-se que muito da segurança física de coleções especiais pode ser garantido a partir das boas práticas mencionadas combinadas aos Cinco Estágios de Controle de Riscos, metodologia dentro do gerenciamento de riscos de bens culturais, para melhor organizar tais ações.</span></p> Jullyana Monteiro Guimarães Araujo ##submission.copyrightStatement## 2020-11-26 2020-11-26 4 Especial 165 185 Conocer nuestra colección con ojos de conservador https://revista.abdf.org.br/abdf/article/view/131 <p><span style="font-weight: 400;">El presente artículo destaca la importancia de mostrar los beneficios de implementar políticas de conservación para las colecciones, a través de herramientas accesibles que permitan determinar su estado de conservación, en instituciones con bajo presupuesto y escasez de personal especializado en la temática. Este acercamiento a los ejemplares a partir de una sencilla tabla de relevamiento</span><span style="font-weight: 400;"> del estado de conservación, permitirá la temprana detección de deterioros, asistiendo en el proceso de determinación de prioridades y toma informada de decisiones. El objetivo final del trabajo de relevamiento es que la información obtenida mediante la tabla de registro se integre al catálogo o inventario existente como una capa más de información; además de promover la implementación de buenas prácticas y políticas de conservación, tanto para el personal como para el usuario. De esta manera, se pretende mejorar el manejo de las colecciones y sus condiciones de conservación, extendiendo así su vida útil y acceso.</span></p> Fermina Valeria Ziaurriz ##submission.copyrightStatement## 2020-11-26 2020-11-26 4 Especial 186 204 Biblioteca Universitária inserida em contexto hospitalar https://revista.abdf.org.br/abdf/article/view/132 <p><span style="font-weight: 400;">Trata sobre o gerenciamento de riscos tendo como propósito intervir preventivamente com relação a ações que possam causar danos ao patrimônio bibliográfico. Neste sentido, a pesquisa objetiva apresentar um panorama sobre os riscos presentes na Biblioteca Setorial da Escola de Medicina e Cirurgia da Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro, determinar a situação do contexto interno e externo da Instituição e analisar os riscos existentes. Discorre sobre a relação entre conservação preventiva e gerenciamento de riscos, apresentando o processo de gestão de riscos e sua importância em bibliotecas universitárias. Partindo deste fundamento e de</span> <span style="font-weight: 400;">observações realizadas em visitas à Biblioteca Setorial, foi possível apresentar um panorama de sua situação no que diz respeito aos riscos encontrados, levando em consideração os seis níveis de invólucro. Concluiu-se que o acervo precisa ser monitorado constantemente utilizando o gerenciamento de riscos, a fim de garantir a longevidade do acervo e a saúde dos profissionais que ali atuam.</span></p> Mariana Gonçalves Dias ##submission.copyrightStatement## 2020-11-26 2020-11-26 4 Especial 205 222 Uma análise dos aspectos e práticas da conservação preventiva de livros presentes em vídeos amadores de booktubes brasileiros https://revista.abdf.org.br/abdf/article/view/133 <p><span style="font-weight: 400;">Propõe analisar vídeos amadores brasileiros de canais literários do </span><em><span style="font-weight: 400;">YouTube </span></em><span style="font-weight: 400;">(</span><em><span style="font-weight: 400;">booktubes</span></em><span style="font-weight: 400;">) que discutem temas inerentes ao cuidado e tratamento do livro físico. Identifica nos vídeos aspectos, recomendações e práticas ligados à conservação preventiva de acervos bibliográficos, positivos ou inadequados de acordo com a literatura especializada. Trata-se de pesquisa exploratória e qualitativa, com procedimentos de pesquisa bibliográfica e documental. Tem como amostra final 17 vídeos. Utiliza instrumento de coleta de dados elaborado para auxiliar na análise do conteúdo verbal e visual dos vídeos (Ficha categorizada). Propõe ainda inserir a pesquisa no contexto atual da pandemia mundial de Coronavírus (COVID-19), de forma a identificar mudanças no discurso sobre conservação preventiva do livro em vídeos de </span><em><span style="font-weight: 400;">booktubes</span></em><span style="font-weight: 400;"> brasileiros publicados no período da pandemia. Conclui que os </span><em><span style="font-weight: 400;">booktubers </span></em><span style="font-weight: 400;">percebem a importância de realizar a Higienização dos livros. Para eles, conservar tem relação com manter a boa aparência do livro por mais tempo, evitar certos danos que os preocupam ou a destruição do livro, e o fato que cuidar da coleção exige tempo, dedicação e atitudes adequadas. Foram abordados 18 aspectos preventivos nos vídeos, ainda que, em sua maioria, não nomeados como na literatura. A maior parte das recomendações identificadas condiz com o que foi visto no referencial teórico. Foram identificadas tanto práticas adequadas quanto inadequadas nos vídeos, bem como práticas comuns. Constata também que novos vídeos sobre o cuidado e tratamento do livro foram produzidos no período da pandemia, porém não mencionaram medidas preventivas de conservação relacionadas circunstancialmente à COVID-19.</span></p> Carolina Cristina Alves Martins ##submission.copyrightStatement## 2020-11-26 2020-11-26 4 Especial 223 249 Plan de acciones de emergencia ante la emergencia climática https://revista.abdf.org.br/abdf/article/view/134 <p><span style="font-weight: 400;">Los efectos del cambio climático se manifiestan de forma global en ámbitos tan diversos como la economía, la migración, la salud, la biodiversidad y la conservación del patrimonio cultural, entre otros. En la esfera de las bibliotecas, los archivos y los museos, se prevé una mayor frecuencia y magnitud en eventos que ponen en riesgo a los acervos, como son el incremento del nivel del mar, el derretimiento de glaciares, el desbordamiento de ríos y otros cauces, el incremento en las lluvias y en la temperatura, por mencionar algunos. En este texto se describen acciones de preparación ante emergencias que consisten en identificar y cuantificar los riesgos; adecuar las instalaciones y equipos; establecer protocolos de actuación, capacitar al personal y conformar redes regionales de apoyo que permitan compartir información y experiencias, así como maximizar los recursos materiales y humanos.&nbsp;</span></p> Gustavo Lozano San Juan ##submission.copyrightStatement## 2020-11-26 2020-11-26 4 Especial 250 269 Futuro da memória digital audiovisual https://revista.abdf.org.br/abdf/article/view/135 <p><span style="font-weight: 400;">Este artigo destaca a importância da preservação digital de conteúdos publicados em </span><em><span style="font-weight: 400;">sites</span></em><span style="font-weight: 400;">, aplicativos de música e redes sociais como Facebook, Instagram, Twitter, YouTube, Deezer e Google Arts and Culture, dentre outros. Aponta a pandemia por COVID-19 e o isolamento social imposto como responsáveis pelas mudanças estratégicas na comunicação entre instituições de cultura e seu público nos setores culturais. Reflete sobre o papel dos arquivos, bibliotecas e museus à salvaguarda desse patrimônio digital, seus limites e desafios.</span> <span style="font-weight: 400;">Identifica o Museu da Imagem e do Som – MIS/RJ como ator político responsável pela salvaguarda dessa parte importante da memória audiovisual brasileira, que ora vem sendo constituída nas redes. Apresenta a metodologia de gerenciamento de riscos como meio de enfrentamento da amnésia digital decorrente da perda de valor do patrimônio digital da sociedade.</span></p> Adriana Cox Hollós Vivian Fava Paternot ##submission.copyrightStatement## 2020-11-26 2020-11-26 4 Especial 270 286 El diagnóstico, un proceso fundamental en la conservación de acervos documentales https://revista.abdf.org.br/abdf/article/view/136 <p><span style="font-weight: 400;">El diagnóstico es un proceso fundamental para la conservación de acervos documentales. Para llevarlo a cabo, es necesaria la participación de todo el personal que labora en la biblioteca, archivo o centro de documentación, considerando los tiempos y recursos institucionales. Su preparación, proyección, análisis y documentación son imprescindibles para el diseño de estrategias de gestión. Para elaborar diagnósticos en instituciones tan complejas como las bibliotecas y los archivos, es necesario diseñar fichas de registro y proyectar actividades que permitan reconocer el estado en el que se encuentra el acervo y el entorno de resguardo, así como las dinámicas que implementan tanto los usuarios como los operarios o personas que tienen contacto con los documentos. Se hace esto con la finalidad de determinar dinámicas de trabajo y establecer áreas de mayor o menor riesgo para la conservación del acervo. De esta manera, será posible generar planes y estrategias que promuevan la permanencia y el acceso a los documentos. Dentro de esta importante labor, la intervención de los bibliotecarios es fundamental para reconocer riesgos a corto, mediano y largo plazo, así como para planear e implementar estrategias preventivas y correctivas, inmediatas y permanentes.</span></p> Ana Laura Peniche Montfort ##submission.copyrightStatement## 2020-11-26 2020-11-26 4 Especial 287 301 Limpieza y control de plagas https://revista.abdf.org.br/abdf/article/view/137 <p><span style="font-weight: 400;">Una situación común en las bibliotecas son las plagas y parte de la conservación preventiva es evitar la introducción de sustancias químicas que puedan interactuar con los acervos, por lo que controlar una plaga en una biblioteca se vuelve una tarea delicada. Este artículo explica el Manejo Integral de Plagas (MIP) aplicado a las bibliotecas y establece como pilar fundamental la limpieza, sin que esto sea algo inalcanzable como meta de conservación en la biblioteca.</span></p> Sandra Joyce Ramírez Muñoz ##submission.copyrightStatement## 2020-11-26 2020-11-26 4 Especial 302 321 Acervos bibliográficos e infestações https://revista.abdf.org.br/abdf/article/view/138 <p><span style="font-weight: 400;">Este artigo tem como objetivo fornecer aos leitores conhecimentos sobre os principais agentes de biodeterioração que ameaçam à preservação de acervos bibliográficos e documentais, as características dos ataques e como minimizar e evitar os danos. Serão apresentados os principais insetos que causam danos nos acervos e a compreensão da biologia dos insetos é importante, visto que, muitos funcionam como alarmes biológicos que indicam condições ambientais não adequadas. Além da compreensão da biologia dos insetos, é importante também conhecer os materiais constitutivos dos acervos bibliográficos e documentais, uma vez que a composição desses materiais (glicose e proteína) serve como alimentos para os insetos e variações de temperaturas e umidade favorecem a degradação. Serão apresentados também algumas alternativas de tratamento como o método de atmosfera modificada por anóxia com suas três variações: dinâmico, estático e dinâmico-estático; e o controle ou manejo integrado de pragas (CIP/MIP). Espera-se sensibilizar os profissionais que trabalham em acervos a buscar informações mais técnicas e colaborativas para implementar ações de preservação para tratar e evitar problemas relacionados às infestações de insetos.</span></p> Jandira Helena Fernandes Flaeschen ##submission.copyrightStatement## 2020-11-26 2020-11-26 4 Especial 322 341 Planear antes de digitalizar https://revista.abdf.org.br/abdf/article/view/139 <p><span style="font-weight: 400;">La digitalización ha sido, durante las últimas décadas, una de las estrategias más utilizadas para cumplir con parte importante de la misión de instituciones que resguardan acervos documentales. Resulta común, que al planear proyectos de digitalización de acervos documentales se preste especial atención a los requerimientos técnicos para producir y almacenar las imágenes generadas, y no se dé tanta prioridad a las necesidades de conservación que los ejemplares a digitalizar presentan antes, durante y después de dicho proceso. Este texto plantea lineamientos fundamentales para minimizar los riesgos y eliminar los posibles daños que pudieran tener los diversos tipos de documentos durante su digitalización, considerando aspectos que van de lo general, como la importancia de la planeación y la organización institucional para la elaboración y ejecución de los proyectos, el establecimiento de criterios y la toma de decisiones, hasta cuestiones más particulares como lineamientos específicos, requerimientos técnicos y recomendaciones desde el punto de vista de la conservación a lo largo del proceso.&nbsp;</span></p> Alejandra Odor Chávez ##submission.copyrightStatement## 2020-11-26 2020-11-26 4 Especial 342 361 A importância da biossegurança para os estagiários de Biblioteconomia https://revista.abdf.org.br/abdf/article/view/140 <p><span style="font-weight: 400;">Aborda a importância da biossegurança para os estagiários de Biblioteconomia, visto que a apresentação deste conteúdo geralmente trata apenas sobre a relação entre o acervo e os bibliotecários, sendo necessário maior enfoque em relação à saúde humana. Por isso constata-se a necessidade de ampliação da discussão sobre a biossegurança durante a formação do profissional bibliotecário, pois a partir de uma experiência pessoal como estagiária, que resultou em problemas de saúde, foi possível estabelecer a reflexão acerca da saúde dos estagiários de Biblioteconomia e a utilização de equipamentos de proteção individual (EPI) nas tarefas cotidianas da área.</span></p> Rayssa Tavares da Silva ##submission.copyrightStatement## 2020-11-26 2020-11-26 4 Especial 362 374 Apontamentos sobre a conservação preventiva na formação do bibliotecário e sua inserção na gestão da Biblioteca https://revista.abdf.org.br/abdf/article/view/141 <p><span style="font-weight: 400;">Investiga as possibilidades de aprendizagem em Conservação Preventiva em Acervos das Bibliotecas a partir das Disciplinas de Formação e Desenvolvimento de Coleções – FDC; Organização e Administração de Bibliotecas – OAB e Políticas de Preservação em Acervos Bibliográficos – PPAB, ministradas na Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro – UNIRIO e suas competências na formação do profissional gestor de Unidades de Informação e Centros de Informação.</span></p> Iraci Cândida de Lima ##submission.copyrightStatement## 2020-11-26 2020-11-26 4 Especial 375 396 Gestão e preservação de coleções especiais como patrimônio bibliográfico no âmbito universitário https://revista.abdf.org.br/abdf/article/view/142 <p><span style="font-weight: 400;">Coleções especiais de patrimônio bibliográfico é uma terminologia recente para a área de</span> <span style="font-weight: 400;">biblioteconomia no Brasil e está ganhando espaço nas bibliotecas universitárias. Este artigo</span> <span style="font-weight: 400;">visa explorar a temática da gestão e preservação de coleções especiais de bibliotecas</span> <span style="font-weight: 400;">universitárias e busca evidenciar a necessidade de estruturação de processos como ferramenta</span> <span style="font-weight: 400;">de apoio para identificação, organização, acondicionamento, recuperação e manuseio de obras</span> <span style="font-weight: 400;">que podem apresentar fragilidade física, através do apoio teórico e metodológico. Foi feita</span> <span style="font-weight: 400;">uma revisão de literatura sobre Gestão e preservação de coleções especiais como patrimônio</span> <span style="font-weight: 400;">bibliográfico direcionada para bibliotecas universitárias, de onde emergiram temáticas</span> <span style="font-weight: 400;">importantes associadas aos seguintes autores: ‘Coleção especial’ (POMIAN, 1984;</span> <span style="font-weight: 400;">AZEVEDO, 2014; ALVES, 2015; CARVALHO, 2015; CÓSCIA, 2015; PINHEIRO, 2015 e</span> <span style="font-weight: 400;">SOBRINHO, 2019); ‘colecionadores’ (ALVES, 2015; CARVALHO, 2015);</span> <span style="font-weight: 400;">‘conceito de memória’ (ROSSI, 2010); ‘Formação de coleções especiais possibilita ações de</span> <span style="font-weight: 400;">preservação para os acervos bibliográficos em bibliotecas universitárias’ (SOUZA;</span> <span style="font-weight: 400;">AZEVEDO; LOUREIRO, 2017); “memória coletiva” (HALBWACHS, 2016); ‘Patrimônio’</span> <span style="font-weight: 400;">(CHOAY, 2006); ‘Preservação’ (SPINELLI, 2009), ‘valoração patrimonial’ (RIEGL, 2006;</span> <span style="font-weight: 400;">LACERDA, 2012). A análise da literatura científica levantada neste artigo forneceu uma</span> <span style="font-weight: 400;">estrutura detalhada de reflexões que pode servir como modelo para a estruturação de</span> <span style="font-weight: 400;">documentos voltados para a gestão e a preservação de coleções especiais em bibliotecas</span> <span style="font-weight: 400;">universitárias que atendam a qualquer campo do conhecimento.</span></p> Luana Peleja Sobrinho ##submission.copyrightStatement## 2020-11-26 2020-11-26 4 Especial 397 415 Os livros estão vivos, sim! A higienização bibliográfica para uma vida saudável e duradoura https://revista.abdf.org.br/abdf/article/view/143 <p><span style="font-weight: 400;">Aborda a Conservação de acervos bibliográficos como sendo vital para a manutenção e preservação da vida dos acervos das bibliotecas, estando diretamente relacionada às atividades do processo de formação e desenvolvimento de coleções. Discorre sobre as atribuições administrativas do bacharel em biblioteconomia no âmbito da atividade de gestão de acervos apoiado em literatura especializada da área biblioteconômica e na legislação brasileira que dispõe sobre a profissão. Apresenta a higienização de acervos bibliográficos como um processo necessário, contínuo e ininterrupto para que o acervo tenha uma vida saudável e duradoura. Fundamentada em produções científicas da área, expõe técnicas e materiais de uso e ainda os riscos a que estão expostos os profissionais que atuam em bibliotecas. Infere</span> <span style="font-weight: 400;">que o bibliotecário tem total responsabilidade pela biblioteca, tanto em relação ao espaço físico quando aos produtos e serviços que são oferecidos e, sendo assim, deve estar apto a lidar com as tarefas de cunho administrativo que fazem parte da rotina da instituição. Sendo o processo de higienização uma dessas atribuições, desde a sua incorporação à política de conservação dos acervos da biblioteca à produção do relatório de atividades, perpassando pela seleção de pessoal capacitado, escolha dos materiais que serão utilizados no processo, supervisão e registro das atividades.</span></p> Eva Lucia Medvedeff Laíza Lima da Silva ##submission.copyrightStatement## 2020-11-26 2020-11-26 4 Especial 416 432 Gerenciamento de riscos de bens culturais https://revista.abdf.org.br/abdf/article/view/122 <p><span style="font-weight: 400;">O artigo propõe-se a pensar o gerenciamento de risco com ênfase no planejamento, para isso foi feita a análise de ferramentas utilizadas em processos de gestão de risco. O estudo trata-se de uma pesquisa documental, na qual foram consultados planos de gerenciamento de risco desenvolvidos por instituições culturais nacionais e internacionais. Da análise do </span><em><span style="font-weight: 400;">corpus</span></em><span style="font-weight: 400;"> foram identificadas as seguintes ferramentas de avaliação de risco das coleções documentais: a Tabela de Atributo de Valor, o Índice MR e a Tabela ABC, identificado quais instituições a utilizam e quais as suas aplicabilidades. Constatou-se que somente com a adoção de ferramentas adequadas e a feitura de planos de gerenciamento de risco as instituições irão proteger seus bens culturais de eventos de grande magnitude, chamados de catastróficos, mas também dos eventos cumulativos, aqueles que degradam dia a dia as peças ou os suportes. Em adição, recomenda-se uma definição de periodicidade das ações de planejamento de gestão de risco de bens culturais nas instituições e a consequente publicação dos resultados, visando a criação de um compromisso institucional de apoio.</span></p> Tiago Cesar da Silva ##submission.copyrightStatement## 2020-11-26 2020-11-26 4 Especial 433 447 A relevância de uma formação consistente de bibliotecários gestores da preservação https://revista.abdf.org.br/abdf/article/view/144 <p><span style="font-weight: 400;">O artigo aborda a importância da preservação de acervos na formação dos futuros bibliotecários. O estudo teve como objetivo analisar as grades curriculares do Curso de Biblioteconomia da Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro (UNIRIO) a fim de identificar a temática preservação de acervo, como tópico ou disciplina. Identificou-se que a temática preservação de acervo, sempre existiu no Curso de Biblioteconomia da UNIRIO; e que gradativamente esse assunto vem se tornando cada vez mais valorizado, chegando ao ponto de ter uma disciplina própria, denominada de Políticas de Preservação em Acervos Bibliográficos (PPAB), inserida na grade curricular desde 2010. No entanto, o referido curso possui três eixos de formação, a saber: Eixo I – Biblioteconomia em Memória, Patrimônio e Cultura, Eixo II – Biblioteconomia em Ciência e Tecnologia e Eixo III – Biblioteconomia para Gestão da Informação em Organizações, porém a disciplina PPAB só se torna obrigatória para o aluno do bacharelado que optar por seguir o Eixo I e para o aluno de Licenciatura em Biblioteconomia, já para os demais se mantém como optativa. Constatou-se que a criação de uma disciplina específica para a preservação vem sendo benéfica aos bibliotecários formados pela UNIRIO e se propõe que esta se torne obrigatória para os outros eixos de formação do Curso de Biblioteconomia da UNIRIO.</span></p> Juliana Bride ##submission.copyrightStatement## 2020-11-26 2020-11-26 4 Especial 448 461 O paradoxo da vida https://revista.abdf.org.br/abdf/article/view/123 <p><span style="font-weight: 400;">O presente ensaio reflete sobre a questão da perda e da finitude como eixo central ao redor do qual as dinâmicas e discursos patrimoniais se estruturam. Propõe, para o campo da conservação preventiva – mais amplamente, o da preservação –, um tipo de perspectiva melancólica, ou seja, compreender a condição finita dos acervos e seus componentes como potência ao invés de um obstáculo a superar. Trabalha com os conceitos de patrimônio, objeto e melancolia a partir do terreno intersecional e ambíguo da coleção. Trata desses fluxos como reverberação de questões existenciais humanas e estabelece relações entre essas instâncias de atuação e a essência paradoxal da vida.&nbsp; &nbsp;</span></p> Kelly Castelo Branco da Silva Melo ##submission.copyrightStatement## 2020-11-26 2020-11-26 4 Especial 462 475