Curso de Bacharelado em Biblioteconomia na modalidade a distância: relato da experiência da Universidade Aberta do Brasil/CAPES

Palavras-chave: Formação em Biblioteconomia, Curso Nacional de Biblioteconomia, Educação a Distância, UAB/CAPES

Resumo

A educação na modalidade a distância é uma opção para a formação de pessoas que, por diferentes motivos, optam por frequentar cursos que não exijam sistemáticos deslocamentos físicos ou exigências de horários rígidos, possibilitando a quem vive geograficamente distante dos grandes centros frequentar cursos de graduação de qualidade, transcendendo os limites de tempo e espaço. No Brasil, algumas iniciativas foram inicialmente implementadas por instituições de ensino superior privadas, sendo a oferta pelas Instituições Públicas de Ensino Superior (IPES) conduzida pela Universidade Aberta do Brasil (UAB)/Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES), em parceria com o Conselho Federal de Biblioteconomia (CFB) consistindo em um marco na busca de assegurar a expansão qualitativa desta formação. A finalidade do Curso é fomentar e expandir a formação de profissionais bibliotecários no País, bem como garantir um padrão nacional de qualidade à sua formação, assegurando, ao mesmo tempo, sua excelência quanto ao domínio dos fundamentos e conhecimentos da Biblioteconomia e a articulação destes aos de outros domínios do conhecimento. O Curso contribui para o fortalecimento do ensino público no País, bem como atende as demandas dos polos de educação a distância do Sistema UAB no que se refere a sua função de espaço educativo para o desenvolvimento descentralizado de atividades pedagógicas e administrativas relativas aos cursos ofertados na modalidade a distância. O desafio foi lançado, cabe a todos os envolvidos: coordenadores de curso, coordenadores UAB, coordenadores de polos, professores, tutores, monitores, alunos e instituições envolvidas fazerem com que este projeto tenha êxito. É um trabalho coletivo em que a UAB, o CFB, a ABECIN e as IPES que ofertam e ofertarão o Curso estão unidos para prover a qualidade que se espera e deseja em relação a formação em Biblioteconomia no País.

Biografia do Autor

Célia Regina Simonetti Barbalho, Universidade Federal do Amazonas (UFAM)

Professora Titular da Universidade Federal do Amazonas (UFAM). Possui graduação em Biblioteconomia pela Universidade Federal do Amazonas (1984), mestrado em Ciência da Informação pela Pontifícia Universidade Católica de Campinas (1995) e doutorado em Comunicação e Semiótica pela Pontifícia Universidade Católica de São Paulo (2000). Estágio Pós-Doutoral no Programa em Propriedade Intelectual e Transferência de Tecnologia para a Inovação, ponto focal da Universidade de Federal do Rio de Janeiro. É líder do Grupo de Pesquisa Gestão da Informação e do Conhecimento na Amazônia - GICA (2000). É membro do Comitê Técnico da Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES) do curso de bacharelado em Biblioteconomia na modalidade a distância. Foi pesquisadora sênior do Centro de Biotecnologia da Amazônia (CBA), responsável pela implantação do Núcleo de Informação Biotecnológica (NIB). Atuou como Diretora do Sistema de Bibliotecas da UFAM (2013-2017). Tem experiência na área de Ciência da Informação, com ênfase em gestão de unidades de informação, gestão da informação e do conhecimento atuando principalmente nos seguintes temas: ensino superior, qualidade, biblioteconomia, competências profissionais, propriedade intelectual e planejamento estratégico. Curriculo Lattes Certificado pela autora em 22/06/2021.

Helen Beatriz Frota Rozados, Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS)

Professora Aposentada da Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS). 

Graduação em Biblioteconomia pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS), Especialização em Administração de Sistemas de Informação (UFRGS), Mestrado e Doutorado em Comunicação e Informação, pelo Programa de Pós-Graduação em Comunicação e Informação (PPGCOM/UFRGS). Professor associado da UFRGS. Experiência no desenvolvimento e na implementação de bancos e bases de dados em texto, imagem e som, tendo atuado em empresas de comunicação social e em sistemas de bibliotecas e redes de informação. Na Ciência da Informação, dedica-se especialmente aos seguintes temas: livro eletrônico, gestão de imagens tecnológicas, redes sociais, gestão do conhecimento, gestão da informação, avaliação de sistemas de informação, marketing em ambientes de informação, ensino a distância. Trabalha com ensino a distância, interessando-se por objetos de aprendizagem. Ministra as disciplinas de Marketing em Ambientes de Informação, Informação em Mídias Digitais. Bibliotecas Digitais e Fundamentos da Ciência da Informação. É líder de grupo no Núcleo de Estudos em Imagem Tecnológica e Informação (NEITI/UFRGS). Curriculo Lattes Certificado pela autora em 03/10/2016.

Henriette Ferreira Gomes, Universidade Federal da Bahia (UFBA)

Professora Aposentada da Universidade Federal da Bahia (UFBA)

Professora Titular do Instituto de Ciência da Informação (ICI) da Universidade Federal da Bahia (UFBA). Docente do corpo permanente do Programa de Pós-Graduação em Ciência da Informação (PPGCI) da UFBA. Líder do Grupo de Estudos e Pesquisa em Mediação e Comunicação da Informação (GEPEMCI). Eleita Membro Titular da Academia de Ciências da Bahia em 01 de junho de 2021, na Área de Ciências Sociais e Sociais Aplicadas. Presidente da Associação Nacional de Pesquisa e Pós-Graduação em Ciência da Informação (ANCIB) no Biênio 2016-2018. Membro docente do Conselho Fiscal da ANCIB no Biênio 2018-2020. Vice-Diretora do ICI/UFBA no quadriênio 2014-2018. Vice-Diretora do ICI/UFBA no quadriênio 2014-2018. Chefe do Departamento de Documentação e Informação nos biênios 2012-2014 e 2014-2016. Coordenadora do PPGCI/UFBA nos biênios 2008-2010 e 2010-2012. Possui Doutorado (2006) e Mestrado (2000) em Educação pela Universidade Federal da Bahia e Graduação em Biblioteconomia e Documentação (1980) pela Fundação Escola de Sociologia e Política de São Paulo. Tem experiência na área de Ciência da Informação, com ênfase em Mediação da Informação, relações entre Informação, Comunicação e Educação; Fundamentos históricos e epistemológicos em Ciência da Informação e Biblioteconomia; Organização da Informação; Documentação científica e Metodologia da Pesquisa Científica. Curriculo Lattes Certificado pela autora em 09/09/2021.

Marta Lígia Pomim Valentim, Universidade Estadual Paulista (Unesp)

Professora Titular da Universidade Estadual Paulista (Unesp). Pós-Doutorado pela Universidad de Salamanca (USAL), Espanha. Livre Docente em Informação, Conhecimento e Inteligência Organizacional pela Unesp. Doutora em Ciências da Comunicação pela Universidade de São Paulo (USP). Mestre pela Pontifícia Universidade Católica de Campinas (PUC-Campinas). Docente de graduação e pós-graduação da Unesp, campus de Marília. Bolsista Produtividade em Pesquisa (PQ-1D) do Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq) na área de inteligência organizacional, gestão da informação, gestão do conhecimento e cultura informacional desde 2002. Líder do Grupo de Pesquisa Informação, Conhecimento e Inteligência Organizacional. Coordena o projeto de pesquisa Inteligência organizacional e inteligência social no contexto do big data: análise de dados para a geração de diferenciais competitivos. Coordenou o Programa de Pós-Graduação em Ciência da Informação (PPGCI) da Unesp, gestão 2017-2021. Organizadora e autora de vários livros na área. Presidente da Associação Brasileira de Educação em Ciência da Informação (ABECIN), gestão 2016-2019. Exerceu o cargo de Vice-Presidente da Asociación de Educación e Investigación en Ciencia de la Información de Iberoamérica y el Caribe (EDICIC), gestão 2009-2011. Exerceu a coordenação do Grupo de Trabalho Gestão da Informação e do Conhecimento nas Organizações (GT-4), da Associação Nacional de Pesquisa e Pós-Graduação em Ciência da Informação (ANCIB), gestão 2009-2010. Exerceu o cargo de Presidente da Associação Brasileira de Educação em Ciência da Informação (ABECIN), gestão 2001-2004. Curriculo Lattes Certificado pela autora em 13/09/2021.

Referências

ABECIN/FORGRAD. Projeto pedagógico e avaliação da graduação: referências para a renovação e ressignificação do ensino em Biblioteconomia/Ciência da Informação. São Paulo, 2001. 29p. Disponível em: . Acesso em: 20 nov. 2018.

BRASIL. Lei n°12.244, de 24 de maio de 2010. Dispõe sobre a universalização das bibliotecas nas instituições de ensino do País. 2010. Disponível em: . Acesso em: 20 nov. 2018.

BRASIL. Projeto de Lei do Senado n°28, de 2015. Institui a Política Nacional de Bibliotecas. 2015. Disponível em: . Acesso em: 20 nov. 2018.

CADERNO PNLL. Brasília: MINC, 2014. 38p. Disponível em: . Acesso em: 20 nov. 2018.

CAPES/UAB. Projeto Pedagógico do Curso Bacharelado em Biblioteconomia na modalidade a distância. Brasília, 2018. 57p.

IFLA/UNESCO. Manifesto IFLA/UNESCO para biblioteca escolar. The Hague: IFLA, 2000. Disponível em: . Acesso em: 20 nov. 2018.

IFLA/UNESCO. Manifesto IFLA/UNESCO sobre bibliotecas públicas. The Hague: IFLA, 1994. Disponível em: . Acesso em: 20 nov. 2018.

OLIVEIRA, Marlene; CARVALHO, Gabrielle Francinne; SOUZA, Gustavo Tanus. Trajetória histórica do ensino da Biblioteconomia no Brasil. Informação & Sociedade: Estudos, João Pessoa, v.19, n.3, p.13-24, set./dez. 2009. Disponível em: . Acesso em: 20 nov. 2018.

SNBP - Sistema Nacional de Bibliotecas Públicas. Informações das bibliotecas públicas. Brasília, MinC, 2018. Disponível em: . Acesso em: 20 nov. 2018.
Publicado
16-08-2021
Como Citar
BARBALHO, C.; ROZADOS, H.; GOMES, H.; VALENTIM, M. Curso de Bacharelado em Biblioteconomia na modalidade a distância: relato da experiência da Universidade Aberta do Brasil/CAPES. REVISTA ELETRÔNICA DA ABDF, v. 5, n. 1, p. 68-104, 16 ago. 2021.