A Base Nacional Comum Curricular e as possibilidades para a biblioteca escolar

  • Yaciara Mendes Duarte Centro Educacional Católico de Brasília (CECB)
Palavras-chave: Base Nacional Comum Curricular, Biblioteca escolar, Cultura digital, Leitura

Resumo

A Base Nacional Comum Curricular (BNCC) é um documento educacional norteador das escolas brasileiras desde 2017. A partir das reflexões que o documento oferece, o presente artigo apresenta caminhos de como as bibliotecas escolares podem oferecer produtos e serviços que possam estar contextualizados ao currículo escolar e as novas possibilidades que a BNCC aponta. O texto também aborda a invisibilidade do bibliotecário e da biblioteca como parte da construção do processo de ensino-aprendizagem dos estudantes nas diretrizes educacionais brasileiras.

Referências

BRASIL. Lei n. 9394 de 20 de dezembro de 1996. Estabelece as diretrizes e bases da educação nacional. Disponível em: Acesso em: 20 dez. 2020.

__________. Ministério da Educação. Base Nacional Comum Curricular. Brasília, 2017. Disponível em: < http://basenacionalcomum.mec.gov.br/> Acesso em: 17 dez. 2020.
__________.Parâmetros Curriculares Nacionais Ensino Médio. Parte II. Brasília: MEC, 2000. < http://portal.mec.gov.br/seb/arquivos/pdf/14_24.pdf>

__________. Secretaria de Educação Fundamental. Parâmetros curriculares nacionais : terceiro e quarto ciclos do ensino fundamental: língua portuguesa. Brasília : MEC/SEF, 1998. Disponível em: Acesso em: 01. fev. 2021.

GASQUE, Kelley Cristine Gonçalves Dias. Letramento informacional: pesquisa, reflexão e aprendizagem. Brasília: Universidade de Brasília, Faculdade de Ciência da Informação, 2012. 183 p. Disponível em: . Acesso em: 08 jan. 2021.

__________; FIALHO, Janaina Ferreira. PontodeAcesso, Salvador, v.11, n.2, p. 70-89, jul. 2017. Disponível em: < https://periodicos.ufba.br/index.php/revistaici/article/view/12265/15193> Acesso em: 28 jan. 2021.

INSTITUTO PRÓ LIVRO. Retratos da leitura no Brasil. 5. ed. São Paulo: [s. e], 2020. Disponível em: < https://www.prolivro.org.br/5a-edicao-de-retratos-da-leitura-no-brasil-2/a-pesquisa-5a-edicao/> Acesso em: 08 jan. 2021.

KUHLTHAU, Carol. Como usar a biblioteca na escola - Um programa de atividades para o ensino fundamental. Belo Horizonte: Autêntica, 2002.

LIBÂNEO, José Carlos; TOSCHI, OLIVEIRA, João Ferreira de; Mirza Seabra. Educação escolar: políticas, estrutura e organização. São Paulo: Cortez Editora, 2017.

LOPES, Alice Casimiro; MACEDO, Elizabeth. Currículo: debates contemporâneos. São Paulo: Cortez, 2002.

__________. Teorias de currículo. São Paulo:Cortez Editora, 2014.
PAIVA, Marilia de Abreu Martins de; DUARTE, Adriana Bogliolo Sirihal. Biblioteca escolar: o que é. Educação em Foco, ano 19 - n. 29 - set/dez. 2016 - p. 87-106. Disponível em: Acesso em: 05. dez. 2020.

PAVÃO, Wander Borges Filho; LACERDA, Soraia. O papel das bibliotecas na educação midiática. 2020. 1 vídeo (43min). Publicado pelo canal Educamídia. Disponível em:

REIS, Geovana; OLIVEIRA, Joao Ferreira de. A constituição do currículo escolar no Brasil: dilemas, impasses e perspectivas. PUC Goiás, 2018.

SACRISTÁN, José Gimeno. Saberes e Incertezas Sobre o Currículo. São Paulo: Penso Editora, 2013.
SAMPAIO, Helena Augusta Santos Pires de. A biblioteca escolar e o currículo. Dissertação (Mestrado em Gestão da Informação e Bibliotecas Escolares) - Universidade Aberta, 2012.

SILVA, Eduardo Valadares da. O processo de integração entre a biblioteca escolar e o currículo. 2019. Tese (Doutorado em Ciência da Informação). Universidade Federal de Minas Gerais, 2019. Disponível em: Acesso em: 02 jan. 2021.

VEIGA, I.P.A. Perspectivas para reflexão em torno do projeto político-pedagógico. In.: VEIGA, I.P.A.; RESENDE, L.M.G (Orgs). Escola: espaço do projeto político-pedagógico. 8.ed. Campinas, Papirus, 2005. p. 9-32.
Publicado
16-08-2021
Como Citar
DUARTE, Y. A Base Nacional Comum Curricular e as possibilidades para a biblioteca escolar. REVISTA ELETRÔNICA DA ABDF, v. 5, n. 1, p. 29-47, 16 ago. 2021.