Apontamentos sobre a conservação preventiva na formação do bibliotecário e sua inserção na gestão da Biblioteca

  • Iraci Cândida de Lima
Palavras-chave: Disciplinas. Preservação. Política. Formação. Bibliotecário.

Resumo

Investiga as possibilidades de aprendizagem em Conservação Preventiva em Acervos das Bibliotecas a partir das Disciplinas de Formação e Desenvolvimento de Coleções – FDC; Organização e Administração de Bibliotecas – OAB e Políticas de Preservação em Acervos Bibliográficos – PPAB, ministradas na Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro – UNIRIO e suas competências na formação do profissional gestor de Unidades de Informação e Centros de Informação.

Referências

ALMEIDA, Maria Christina Barbosa de. Planejamento de bibliotecas e serviços de informação. Rio de Janeiro: Briquet de Lemos, 2005.

BECK, Ingrid. O ensino da preservação documental nos Cursos de Arquivologia e Biblioteconomia: perspectivas para formar um novo profissional. Dissertação (Mestrado) – Universidade Federal Fluminense – UFF, Instituto Brasileiro de Informação em Ciência e Tecnologia – IBICT, Programa de Pós-Graduação em Ciência da Informação – PPGCI. 2006.

CABRAL, Maria Luísa. Conservação preventiva, por quê? Lisboa: a&b, 2005.

CASSARES, Norma Cianflone. Como fazer conservação preventiva em arquivos e bibliotecas. São Paulo: Arquivo do Estado/Imprensa Oficial, 2000.

FIGUEIREDO, Nice Menezes de. Desenvolvimento & avaliações de coleções. Rio de Janeiro: Rabiskus, 1993.

HAZEN, Dan C. Desenvolvimento, gerenciamento e preservação de coleções. In: HAZEN, Dan C. Planejamento de preservação e gerenciamento de programas. 2. ed. : Projeto Conservação Preventiva em Bibliotecas e Arquivos: Rio de Janeiro: Arquivo Nacional, 2001. p. 7-15.

MACIEL, Alba Costa; MENDONÇA, Marília Alvarenga Rocha. Bibliotecas como organização. Rio de Janeiro: Interciência, 2000.

OGDEN, Sherelyn; GARLICK, Karen. Planejamento para preservação. In. OGDEN,
Sherelyn. Projeto Conservação Preventiva em Bibliotecas e Arquivos. Rio de Janeiro: 2001 (CPBA 20 a 25).

PRADO, Heloisa de Almeida. Organização e administração de bibliotecas. São Paulo:
T. A. Queiroz Editor, 2000.

SPINELLI JUNIOR, Jayme. A conservação de acervos bibliográficos & documentais. 1997.

UNIVERSIDADE FEDERAL DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO. Centro de Ciências Humanas e Sociais. Escola de Biblioteconomia. Projeto Político e Pedagógico do Curso de Bacharelado em Biblioteconomia. Rio de Janeiro: 2010.

VERGUEIRO, Waldomiro. Desenvolvimento de coleções. São Paulo: Polis, 1989.

VERGUEIRO, Waldomiro. Desenvolvimento de coleções: uma nova visão para
o planejamento de recursos informacionais. Ci. Inf. Brasília: v. 22, n. 1, p. 13-21,
jan./abr. 1993.

WEITZEL, Simone da Rocha. Elaboração de uma política de desenvolvimento de coleções em bibliotecas universitárias. Rio de Janeiro: Interciência, 2006.

WEITZEL, Simone da Rocha. O desenvolvimento de coleções e a organização do conhecimento: suas origens e desafios. Brasília, DF: Perspect. Ciência Inf., v.7, n.1, p. 61-67, jan./jun. 2002.
Publicado
26-11-2020
Como Citar
LIMA, I. Apontamentos sobre a conservação preventiva na formação do bibliotecário e sua inserção na gestão da Biblioteca. REVISTA ELETRÔNICA DA ABDF, v. 4, n. Especial, p. 375-396, 26 nov. 2020.