O Livreiro

5 Livros sobre livros

daniel  por D.G.Ducci

 

Os suportes de informação – e, dentre eles, principalmente o livro, ainda – são os pequenos tesouros e deliciosas maldições que compõem o cotidiano dos bibliotecários. Sabedouros que somos da importância dos conhecimentos que ali circulam, somos encantados – ou ao menos deveríamos ser – pelas forças potenciais que uma obra, uma coleção ou um bibliófilo (lato sensu!) podem desencadear.

No dia a dia de nossas profissões, talvez seja difícil manter esse olhar aventuresco. Por sorte, autores pelo mundo afora nos presenteiam com histórias em que livros e livreiros são fundamentais para o desenrolar das tramas. Seja em obras de ficção, memórias ou crônicas, encontrar o universo do livro como protagonista e/ou ambientação central de uma peripécia.

Por conta disso, a Revista Eletrônica da ABDF traz este espaço para falarmos de livros (e filmes, e músicas, e o que mais?) sobre livros. Vamos nos juntar a Guilherme de Barkerville, de "O nome da Rosa", e a Flynn Carsen, da série televisiva "The Librarians", para descobrir as maravilhas não tão escondidas assim pelas estantes do planeta.

Para este primeiro encontro, separei cinco livros só para começar a dar o gostinho...

 

1- A sombra do vento, de Carlos Ruiz Zafón (Objetiva, 2007)

Barcelona, 1945. O jovem Daniel Sempere é levado, por seu pai, ao misterioso Cemitério dos Livros Esquecidos. A partir desta premissa, Ruiz Zafón escreve uma obra cativante, ambientada na Espanha franquista, com toques de aventura, goticismo e romance.

 

  

2 - A vida do livreiro A.J.Fikry, de Gabrielle Zevin (Paralela, 2014)

O protagonista que dá nome ao livro é dono de uma livraria em uma pequena cidade do interior dos Estados Unidos, cujo lema é "Nenhum homem é uma ilha; cada livro é um mundo". Mal-humorado, algo antissocial e melancólico, especialmente desde a morte da esposa, Firky terá sua vida mudada com a chegada de um certo pacote à sua livraria. A jovem autora norte-americana escreve um livro humano e sensível.

 

3 - A Bibliotecária, de Logan Belle (Record, 2014)

Fãs de Cinquenta Tons de Cinza, não se sintam abandonados! Os bibliotecários também se entregam às delícias da luxúria! Recém-chegada a Nova York, a jovem Regina Finch realiza o sonho de trabalhar na Biblioteca Pública da cidade. Mal sabia ela do intenso jogo de sedução em que se envolveria ao conhecer Sebastian Barnes, fotógrafo milionário e benfeitor da Biblioteca.

 

4 - Os unicórnios, de Marcelo Cid (7Letras, 2010)

Artur Borges (e reparem no sobrenome propositalmente sugestivo!) é um professor de literatura francesa que adora livros. Um incêndio, entretanto, destrói os 2.634 exemplares de sua biblioteca particular. A partir daí, Borges resolve reconstruir sua coleção utilizando um critério bastante particular: ele irá montar uma Biblioteca de Livros Furtados! Para os apreciadores de intertextualidades, referências literárias e uma linguagem elegante e sofisticada, este livro do autor paulista é uma indicação imperdível.

 

5 - O campeonato (Rocco, 2009) e O livro roubado, de Flávio Carneiro (Rocco, 2013)

Em "O campeonato", os leitores são apresentados a André, o protagonista. Aos 26 anos de idade, viciado em romances policiais, André decide fazer um curso de detetive particular por correspondência, e acaba envolvido em uma estranha investigação. Na continuação, ele e Gordo, seu grande amigo dono de um sebo, se deparam com o roubo de uma edição rara de Edgar Allan Poe.

 

 Boa leitura e até a próxima edição!


Sobre o autor: Daniel Guillarducci é bibliotecário por formação, diplomata por profissão e escritor por vocação. Atualmente é Assessor da Coordenação de Divulgação Cultural do Itamaraty.